<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d15932754\x26blogName\x3db-site\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://thebsite.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://thebsite.blogspot.com/\x26vt\x3d-4232449209465221699', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

terça-feira, fevereiro 28, 2006

Summertime (parte 3)

<<

Se em vez de avançarmos para perto de Natacha e dos outros, recuarmos umas horas, é possível encontrar Steve à conversa na esplanada, com o olhar distraído entre o copo de vinho e o jornal aberto sobre a mesa, os ombros bronzeados puxando o tronco para trás. Próximo dele, à sombra, está David e a sua barba de três dias, tantos como os que levou a tomar a decisão mais árdua desde que se conhece e já lá vão umas décadas apesar do entusiasmo juvenil que ele coloca em cada comentário e que logo divertiu Steve e Natacha na primeira vez que o encontraram, há um ano atrás, a beber cerveja numa praia do Mediterrâneo.

Não é difícil adivinhar o que faz com que David tenha colocado subtilmente, no copo de vinho do amigo, o veneno letal. Só há duas razões fortes para matar alguém com quem se pode conversar à volta de uma piscina: dinheiro (se houver pouco) ou desejo (se for muito).

Mesmo que Natacha não tivesse o cabelo ruivo nem aqueles óculos de sol grandes e bizarros, David conseguiria descobri-la, ao longe, no meio de qualquer multidão.

>>

Daniel M.